Quando a obra está feita, é esquecida



 

 

Sob o céu, todos vêem o que é belo apenas porque existe o feio.

Todos podem conhecer o bom como bom apenas porque existe o mal.

 

Ser e não ser produzem-se mutuamente.

O difícil nasce do fácil.

O comprido é definido pelo curto e o alto pelo baixo.

Antes e depois caminham lado a lado.

 

Assim, o sábio vive abertamente em aparente dualidade e paradoxal unidade.

O sábio pode agir sem esforço e ensinar sem palavras.

Alimentando as coisas sem as possuir, ele trabalha, mas não pela recompensa, ele compete mas não pelo  resultado.

 

Quando a obra está feita, é esquecida.

É por isso que dura para sempre.

 

 

in Tao Te Ching - Lao-Tzu

 



Subscrever Feed Subscrever E-mail



/

0 comments: