Infelicidade



 

Existe um ditado entre soldados:

Não me atrevo a fazer o primeiro movimento,

antes preferia ser o anfitrião;

Não me atrevo a avançar uma polegada,

antes preferia recuar meio metro.

 

A isto se chama progredir sem avançar,

repelir sem recurso às armas.

 

Não existe maior infelicidade do que

sentir que “tenho um inimigo”;

porque quando “eu” e o “inimigo”

existem em conjunto

não existe espaço para o meu tesouro.

 

Assim, quando dois oponentes se encontram,

aquele que não tem um inimigo

triunfará seguramente.

 

Quando os exércitos se equilibram,

o que tiver compaixão vence.

 

 

in Tao Te Ching - Lao-Tzu




/



Combater e cooperar



 

Um bom soldado nunca é violento.

Um bom soldado nunca se zanga.

Bons vencedores não entram em contenda.

Bons patrões servem os seus empregados.

O melhor líder segue a vontade do povo.

 

Todos personificam a virtude de não competição.

A isto se chama a virtude de não entrar em contenda.

A isto se chama usar os poderes dos outros.

 

Deste tempos antigos que isto é conhecido

como a derradeira unidade com o céu.

 

 

in Tao Te Ching - Lao-Tzu




/



Os três tesouros da Misericórdia



 

E o mundo pergunta-me sobre o meu Tao

com tanta facilidade – que tolice!

O Tao não é algo que se encontre no mercado

o que seja passado de pai para filho.

Não é algo que se ganha sem o saber

ou que se perde esquecendo.

Se o Tao fosse assim,

há muito estaria perdido e esquecido.

 

Tenho três tesouros a que me agarro

e que observo atentamente.

O primeiro é a misericórdia.

O segundo é a frugalidade.

O terceiro é a humildade.

 

Da misericórdia vem a coragem.

Da frugalidade vem a generosidade.

Da humildade vem a liderança.

Se alguém fosse corajoso mas desprovido de misericórdia,

se alguém fosse tolerante mas não frugal,

se alguém liderasse sem humildade,

esse alguém morreria.

 

O amor vence todos os atacantes;

é inexpugnável na defesa.

Quando o céu que proteger alguém,

por acaso envia um exército?

Não, protege-o com amor.

 

 

in Tao Te Ching - Lao-Tzu




/



Acima dos outros



 

Porque é o mar o rei de um cento de ribeiros?

Porque está abaixo deles.

A humildade confere-lhe o seu poder.

 

Como tal, os que desejam uma posição

acima dos outros devem falar com humildade.

Os que desejam liderar devem seguir.

 

É por isso que quando um sábio se eleva acima

das pessoas

estas não sentem o fardo do seu peso;

e, quando ele segue adiante do seu povo,

este não se sente magoado.

 

O sábio mantém-se humilde

para que o mundo nunca se canse de louvá-lo.

Permanece um servo

para que o mundo nunca se canse de fazer dele

o seu rei.

 

 

in Tao Te Ching - Lao-Tzu




/